Seguidores

Lilypie

Lilypie - Personal pictureLilypie Kids Birthday tickers

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Ana passeando!!

Olá minhas amigas,



Neste final de semana fizemos um pequeno passeio. Nada demais, fomos na casa de uma tia do meu marido em Nova Lima. Meu sogro passou lá em casa e nos levou.



A Ana simplesmente adora estes passeios! Ela adora o vovô e passear com ele é tudo de bom para ela.



Vejam a carinha toda feliz no caminho para lá:










Infelizmente, a correria do dia a dia, a falta de grana e outras coisinhas têm limitado bastante nossos passeios. Mas nestas férias pretendo passear muito com minha filha. Passeios que pretendo fazer:

- Levá-la ao zoológico (vocês acreditam que até hoje não a levamos lá?) ;


-Levá-la ao Parque das Mangabeiras;


- Levá-la ao Parque Municipal para brincar nos brinquedos e andar de burrinho (minha mãe me levava sempre lá, e eu adorava andar nos burrinhos. Será que ainda tem?);


- Levá-la ao clube ( ela adora " nadá");


-Passear na casa da didinha Fátima em Itabira;

- Aproveitar as promoções de teatro e cinema que sempre acontecem nas férias;


Estes são alguns dos passeios que estou planejando e se Deus quiser quero colocá-los em prática. São passeios simples que com bom planejamento dá para fazer.




E vocês, o que estão planejando para seus filhotes nestas férias que se aproximam?

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

2008 indo embora...

Ana - dezembro de 2007 !


Puxa gente! Já passou metade do mês de novembro!! Climão de Natal no ar, hora das retrospectivas, de se pensar no ano que passou, nos sonhos realizados, nos que ainda ficarão para o ano que vem...



É uma loucura a passagem do tempo, os filhos crescem, chegam outros filhos, pessoas queridas vão embora para sempre, outras prometem voltar logo, empregos que mudam, cursos que terminam, outros que começam... e a roda da vida vai girando sem parar!!



Confesso que estou muuuuiiito cansada!! Estou doida para entrar de férias, e acho que minha filha também está bem cansadinha. Ela acompanha o nosso batente tadinha, acordar cedo tooooodos os dias, arrumar, ir para a escolinha, ficar por lá o dia todo, voltar para casa só a tardinha, no final do dia... acho que ela, mais do que eu, está precisando das férias, que serão mais do que merecidas.



E a minha tosse não vai embora, estou pior. Essa noite tossi horrores! Uma tosse seca, chata, interminável. Não tenho dor no peito nem nada, só esta tosse que piora a noite. Acho que o cansaço debilita muito o organismo que demora a reagir.
Meu corpo parece que está gritando: PÁRA!! Estou doida para ficar na minha casa, acordar sem horário pré-estabelecido, ficar até tarde vendo filme, fazer meus artesantos, meu crochezinho, poder parar para conversar com meu marido, com calma, sem que seja na cozinha, em pé fazendo o jantar, passear com minha filha, poder me dedicar totalmente a ela... ai férias... por que só uma vez por ano?

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Os cachinhos da Ana

Bom dia meninas,


Desculpe o sumiço, mas peguei uma forte gripe que me deixou com dores no corpo e uma tosse seca insistente. Mas estou de volta!





Adoro o cabelinho da minha filha, ele é lindo, cheio de "molinhas". Como qualquer cabelo, dá um certo trabalho, pois ela me puxou e o cabelo tem tendência a ser seco, então não se pode esquecer o condicionador e usar sempre um creminho. Quero que ela cresça gostando do cabelo, amando seus cachos e seu volume. Isto será possível? Espero que sim, é necessário valorizar todos os tipos de beleza, e devemos acabar com esta idéia do " liso que é bom"; existem cabelos secos e oleosos, lisos e anelados, ralinhos e volumosos. Qualquer tipo de cabelo para ficar bonito precisa de cuidado. Pode ser o cabelo mais lisinho do mundo, mas se estiver mal cuidado e sujo não salva!



Claro que se ela quiser se submeter a uma pracha de vez em quando, para variar o visual, não vou achar nada demais, pois até eu faço isto. Só não quero que ela desvalorize seu cabelo, seu estilo. Ela pode ter a liberdade de usar o cabelo como quiser, o importante é gostar do que se tem, seja liso ou cacheado, com segurança para se aceitar e não dar importância aos comentários depreciativos dos outros, porque isto tem viu?. Já ouvi frases do tipo " Que pena, ela não puxou o cabelo do pai!!" Como tem gente sem noção!! Meu sangue chega a ferver!!!



Neste fim de semana tentei um penteado novo, e com paciência (minha e dela) realcei ainda mais seus cachos, ficou linda!!











E precisa de cabelo lisinho, caindo no olho para ser linda??!! Claro que não!! Precisam ver como estes cachinhos são sedosos e cheirosos!!



Beijos

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Adoção



Estou participando da blogagem coletiva sobre adoção. Este é um assunto muito presente na minha vida.


Não, minha filha não é adotada. Eu a gerei, pari, com ela tenho o tal " laço de sangue".

Este ato nobre partiu de meus pais. Minha mãe adotiva se casou com trinta anos, depois de muitas tentativas, descobriu-se que ela não podia ter filhos. Mas a solução estava a caminho...

Minha mãe biológica convidou o casal, hoje meus pais adotivos, para serem meus padrinhos. Como ela passava por muitas dificuldades, era mãe solteira , então meus padrinhos conversaram com ela e propuseram cuidar de mim, e ela poderia continuar me vendo. Assim foi por um tempo, mas as visitas dela foram só espaçando até que ela sumiu no mundo. Nunca mais se ouviu falar dela e eu ainda era um bebê de colo. Meus pais pegaram a minha guarda, e assim foi até os meus 18 anos. Eu os considerava e amava como meus pais, mas na minha certidão de nascimento constava o nome de minha mãe biológica e no lugar do nome do pai um espaço em branco. Eu fiquei sabendo cedo que não era filha de sangue, com 9 anos. Engraçado é que eu já sentia isto muito antes. Quando minha mãe me contou não foi nenhuma novidade para mim. Recebi a notícia calmamente e continuei brincando. Eu me sentia tão segura e amada!!


Minha mãe morria de medo de me perder. A minha mãe biológica sumiu, mas acho que minha mãe temia que ela voltasse a qualquer momento e me levasse embora. Hoje fico imaginando o sofrimento dela! Quando completei 18 anos e precisei tirar todos os meus documentos por causa do vestibular, meus pais resolveream regularizar minha situação e partir para a adoção. Minha mãe biológica tinha realmente desaparecido, eu já convivia com eles há bastante tempo e nem me lembrava mais do rosto da minha mãe verdadeira, diante disto tudo a juíza decretou que a mãe biológica havia perdido o " pátrio poder" (não esqueço esta expressão!) e o caminho para regularizar a adoção foi mais curto. Com 18 anos eu acrescentei o sobrenome dos meus pais adotivos, tirei outra certidão de nascimento e isto foi motivo de muita emoção e orgulho para mim! Eu havia nascido de novo!!


A relação dos meus pais comigo sempre foi super carinhosa e verdadeira, eu me considerava da família e nunca sofri discriminação por causa disto. Eu recebi muito amor, meus pais me deram tudo que eu precisava e mais um pouco, a adoção foi uma experiência muito tranquila para mim e só enriquece minha história de vida. Como qualquer relação de pais e filhos teve seus momentos bons e seus percalços também.


Gostaria de frisar que existe uma grande diferença entre adotar uma criança e " pegar para criar". Adotar uma criança implica em todas as responsabilidades que a criação de uma criança exige: amor, educação, alimentação, cultura; adotar uma criança é recebê-la no seio de sua família, como uma igual, com todos os direitos e deveres, sem qualquer diferenciação ou ato discriminatório. Uma criança adotada não tem o laço de sangue, mas tem o laço do coração, que muitas vezes é mais forte e une para toda a vida.


Eu penso em adotar? Sim, sempre pensei. Adotar como uma forma de agradecer o que a vida me proporcionou, dando esta mesma oportunidade para alguém. Está em meus planos adotar uma criança, mas só vou colocar em prática este ato se eu tiver certeza que poderei proporcionar para esta criança as mesmas oportunidades que darei para minha filha de sangue. No momento a questão financeira está me limitando bastante, infelizmente.
Adotar uma criança é um gesto nobre e enriquecedor,e tem que ser muito bem planejado e preparado, às vezes esta preparação dura bem mais que os nove meses de gestação!
No meu caso, durou 18 anos!! E sempre vale a pena!!

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Perdendo um batom!

O que eu faço com esta criaturinha?

Quando a Ana dá uma sumida, fica quietinha, sem eu escutar sua vozinha, posso garantir que ela está aprontando alguma. Aí vou atrás para dar uma conferida.



Mas ontem, eu estava tão concentrada no meu " selviço" na cozinha, que nem prestei atenção que a casa estava silenciosa havia muito tempo. Só dei pela coisa quando ela chegou na cozinha assim:










Ela adora mecher na minha bolsa, quando ela confisca a bolsa eu sempre tiro a maquiagem. Desta vez ela pegou minha bolsa, que estava dando sopa em cima do sofá, abriu e se esbaldou. E lá se foi um batom da Natura, era refil, mas era da Natura, né?

Eu nem consegui brigar com ela. Ela chegou falando: " Estagou mamãe!" Como se ela não tivesse nada a ver com isso. Achei foi graça! E a culpa foi minha, quem mandou deixar a bolsa jogada por aí.

P.S. Alguém sabe como tirar mancha de batom de tecido? ai, ai...

Beijos queridas

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Meu aniversário!!

Bom dias minhas queridas!!


Então, ontem fiz 39 anos!!

Tirei o dia para mim, vim ao trabalho só para secretariar uma reunião e fui embora. Meu marido estava de folga, não podia perder esta oportunidade. Curti o dia do meu aniversário com minha filha e meu marido!


Quando se tem criança em casa não tem como passar aniversário em brancas nuvens. A pequena só ficava perguntando do bolo e do parabéns para a mamãe. Então compramos um bolinho, umas cervejinhas e improvisamos um mini-festinha, com direito a sopro de velinhas!! Vejam as fotos:

A carinha de felicidade dela!



Parabéns para a mamãe!!

Ajudando a soprar as velinhas!

Hora de comer o bolo!

Mas ela não é muito chegada em doces, não. Só gosta de chocolate e balinha. Comeu só um pedacinho do bolo. Mas tomou muito refrigerante e comeu salgadinhos (dia de festa a mamãe libera!).

Gostaria de dividir com vocês um pequeno vídeo da Ana cantando parabéns. Espero que consigam abrir, é a primeira vez que posto vídeo. Vejam se não dá para ficar toda derretida!!

video

Foi um aniversário muito gostoso! E fazendo um balanço bem rápido da minha vida, posso dizer que finalmente consegui a paz, segurança, tranquilidade. Demorou, mas consegui. Tive muitos erros na minha vida, algumas perdas irreparáveis, mas andei acertando em algumas coisas também. Uma delas é esta criatura de 88 centímetros que preenche a minha vida!!

O importante é que estou seguindo na caminhada e ainda muita água vai rolar!!

Que venha os enta!! (quarenta, cinquenta, sessenta...)

Beijos queridas, tenham uma excelente semana!!